segunda-feira, 20 de julho de 2009

Em busca do corpo impossível



Performance que integra a série EM BUSCA DO CORPO IMPOSSÍVEL, com apresentação do alterego e do DIAS com os poemas da CIDADE PODRE e CANÇÃO DO EXILADO, em homenagem ao poeta bauruense josé carlos mendes BRANDÃO e gregório VAZ. Realização da Faculdade de Filosofia e Ciências da UNESP de Marília.

3 comentários:

  1. A isso denomino performance. Ei, os homenageados mereceram...

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Boa noite, Brandão. Adorei 'O comedor de Urtigas', que poema lindo, dor e prazer concomitantes levando ao êxtase. Muito interessante. A palavra 'rascar', incrível isso, deu um toque maravilhoso ao poema.
    Gostei muito também do poema sobre o fim do mundo, simples, prosaico, e no entando a beleza se encontra no factual. O final do poema é surpreendente. E cito também o poema sobre o osso, em cima do poema do Drummond. Os outros poemas lerei com mais calma.
    'Mil vozes me assediam,
    eu me calo:
    ó poesia!'

    Grande abraço.

    ResponderExcluir

Visualizações de páginas da semana passada